Cultura Festival de Curitiba 2019 Novidades

ESTREIA AMANHÃ NA MOSTRA!

Hoje é 29 de março, quarto dia do Festival de Curitiba

Abujramra Presente

Isto é um Negro

Panorâmica Insana

Cabaret Transperipatético

AMANHÃ, AINDA EM CARTAZ NA MOSTRA

Peça Para Adultos Feita Por Crianças

Homem ao Vento (Mostra Stavis Damaceno)

Árvores Abatidas ou Para Luis Melo

VEJA GRÁTIS: da manhã à noite dá para curtir o Festival sem gastar nada

Das 10h da manhã até as 21h da noite, é possível assistir ininterruptamente a espetáculos gratuitos do Festival de Curitiba durante os 12 dias de apresentações. A melhor maneira de fazer isso é se programar através do sistema de buscas do Festival:

Outra opção interessante é dar uma olhada nas páginas 138 a 141 do Guia do Festival de Curitiba, distribuído gratuitamente.

RISORAMA

  • O Risorama vai até a 2 de abril, no Park Cultural, anexo ao Parkshopping Barigui, e é a balada de stand up comedy do Festival de Curitiba. O de ontem já foi, mas ainda tem 5 dias de risadas:
  • Hoje: Victor Sarro, Diogo Portugal, Léo Lins, Victor Ahmar, Maloka, Lucas Veloso, Júnior Chicó
  • Amanhã: Danilo Gentili, Diguinho Coruja, Diogo Portugal, Jing Jing, Luiz França, Rogério Vilela, Rogério Morgado
  • Domingo: Gustavo Mendes, Diogo Portugal, Rodrigo Marques, Murilo Couto, Fabiano Cambota, Nando Viana
  • Segunda: Rafael Cortez, Diogo Portugal, Thiago Ventura, Renato Albani, Matheus Ceará, Rafael Portugal, Fábio Rabin
  • Terça: Emerson Ceará, Paulinho Serra, Eros Prado, Afonso Padilha, Tirullip,a Diogo Almeida 

Risos e negócios

Descubra como o Risorama faz bem para os negócios: https://festivaldecuritiba.com.br/noticias/risorama-arranca-sorrisos-do-publico-e-de-quem-visa-projetar-seus-negocios/

MISH MASH: o lado mais bem humorado e lírico do show de variedades

No núcleo de palhaçaria, do Mish Mash, o show de variedades para toda a família, o Festival tem Rafael Barreiros, o Palhaço Alípio (também curador do espetáculo), a Palhaça Sombrinha e o Palhaço Mister Lauro garantem o toque lírico, poético e de humor, para que todos consigam recuperar o fôlego entre uma acrobacia e outra. E não poderia faltar a banda Trombone de Frutas, que, durante o evento, muda de nome para Banda Mish Mash.

INTERLOCUÇÕESFestival flerta com artes visuais com aTemporada de Performance 

O Interlocuções – segmento simultâneo do Festival de Curitiba que transpõe os espetáculos da Mostra do Festival de Curitiba para oficinas, palestras, conversas depois de apresentações, lançamento de livros, exposições e muitas outras atividades – vai, agora, para sua terceira edição. E, desta vez, inclui a “Temporada de Performance 2019: o Corpo como Arquivo”, proposta da Galeria Farol com seis apresentações, a exposição “Rastro – Não Sei Por Onde Ir Mas Meu Corpo Sabe”, três palestras e uma oficina.

Temporada de Performance 2019 une quatro galerias curitibanas

O programa da “Temporada de Perfomance 2019” reúne as galerias Farol Arte e Ação, Ponto de Fuga, Boiler e Plataforma Flex PF. A mostra, que leva o mesmo nome da temporada (“O Corpo como Arquivo”), reúne seis artistas visuais de diferentes gerações que atuam em diversas redes ao redor do mundo. Os artistas são Adriana Tabalipa (“Cosmic Blurring Balls”), Erica Storer (“Enquanto é Tempo”), Eduardo Amato (“Céu da Boca”), Margit Leisner (“Força Estranha”), Alexandre Del Re (“Performance/ Não Performance”) e Fernando Ribeiro (“Um Rim Direito”). Todas as performances acontecem nos dias 2 e 3 de abril na Galeria Ponto de Fuga, entre 16 e 19 horas. Para mais detalhes, consulte a programação no site ou no guia do Festival de Curitiba.

Palestras sobre performance

As palestras são “Ex-Miss Febem Etc”, com Aleta Valente (4 de abril, às 17h, na Boiler), “Pequenos Acidentes”, com Fabio Noronha (5 de Abril, às 17h, na Plataforma Flex), “Performance e Produção de Memória Sobre a Performance Arte”, com Alexandre Del Re e Paulo Reis (6 de Abril, às 17h, na Plataforma Flex).

Exposição sobre performance

A exposição “Rastro – Não Sei Por Onde Ir Mas Meu Corpo Sabe”, com curadoria de Margit Leisner e Erica Storer, acontece de 27 de março a 13 de abril, de terça a sábado, das 14h às 20h30 na Galeria Ponto de Fuga.

Audiodescrição no Fringe

Diversos espetáculos do Festival de Curitiba têm audiodescrição, para atender pessoas que tenham algum nível de deficiência visual. Um deles é o espetáculo “A Palavra Escrita no Muro”. O espetáculo “A Palavra Escrita no Muro” terá audiodescrição para pessoas com deficiência visual e trata de condôminos de um edifício que têm a vida alterada a partir de um fato banal: uma pichação no muro em frente. Uma palavra escrita no muro. Ninguém sabe o que quer dizer essa palavra. Pinta-se o muro, mas a palavra volta a ser pichada. Pinta-se o muro mais uma vez, a palavra volta. O condomínio ganha fama e a palavra é incorporada ao dia a dia da cidade e do país. O fenômeno chama a atenção de um cineasta, que decide registrar a história em um documentário. Basement Cultural. 6 e 7 de abril.

CONFIRA NO FRINGE

Abbey2069

Pam sobrevive a uma guerra nuclear. Depois de anos sem energia, em 2069 ela encontra um antigo disco de uma velha banda famosa. 30 e 31 de março. Portão Cultural.

Um dedo de prosa

O Coletivo Allegro propõe uma pesquisa a partir do resgate da cultura popular brasileira representada pela figura do caipira do interior de São Paulo do final do séc. XIX até o séc. XX. 31/03 (Domingo) às 17:00 em Praça Tiradentes (Praça Tiradentes, s/n Centro); 01/04 (Segunda-Feira) às 18:30 em Praça General Osório (Praça General Osório Centro, 61 Centro); 02/04 (Terça-Feira) às 09:00 em Largo da Ordem – Cavalo Babão (Rua Kellers, s/n São Francisco); 02/04 (Terça-Feira) às 18:30 em Praça General Osório (Praça General Osório Centro, 61 Centro); 03/04 (Quarta-Feira) às 15:00 em Praça Rui Barbosa (Praça Rui Barbosa Centro).

Virginias

Daniela Biancardi traz para este solo uma narrativa “mimimizada”, sem uso de cenário ou qualquer elemento cênico e com instantes de improviso, a história do cerceamento feminino até os dias de hoje. Casa Damaceno. 2, 3 e 4 de abril.

Três espetáculos e cinco sessões do Risorama com ingressos esgotados

Neste momento, três espetáculos da Mostra 2019 lotaram em todas as suas apresentações: “Dezembro”, “Dogville” e “Sísifo”. Além desses, as sessões do dia 30 de março e 1 de abril – as regulares e as extras – lotaram, e também a regular de 31 de março, do Risorama, esgotaram (ainda há a sessão extra às 22h30 no dia 31).

Dogville

Sísifo

Dezembro

ATENÇÃO PARA ALTERAÇÕES DO FRINGE

O Fringe é um evento simultâneo do Festival de Curitiba que traz a participação espontânea de companhias do Brasil inteiro. São quase 400 atrações em teatros, praças, ruas e espaços alternativos por toda Curitiba e Região Metropolitana. Por essas características – tamanho e espontaneidade -, é inevitável e até natural que algumas atrações sofram alterações. Espetáculos de rua podem ser reposicionados em áreas cobertas em caso de mau tempo. Imprevistos de produção podem causar mudanças de horário e de dias de apresentação. Lotações esgotadas acabam rendendo sessões extras. Agendas de atores podem provocar trocas de horários. E, até mesmo, por questões diversas, alguns grupos podem vir a cancelar sua participação e, nesse caso, as sessões de seus espetáculos também não acontecem. Portanto, informaremos sempre no site do Festival de Curitiba todas as alterações que acontecerem na programação do Fringe.

Confira as alterações atualizadas neste arquivo:

https://drive.google.com/open?id=1UM1UzXn79exRcg9SHo-FszK5_aDnHTit