Cultura Festival de Curitiba 2019 Novidades

#23 – Boletim do 28º Festival de Curitiba

Hoje é 5 de abril, décimo-primeiro dia do Festival de Curitiba

ESTREIA AMANHÃ, DIA 6 DE ABRIL (SÁBADO), NA MOSTRA!

Ícaro

Sísifo

Tráfico

Tripas

AMANHÃ, AINDA EM CARTAZ NA MOSTRA

Orquestra Mundana Refugi

Elza

Dezembro

Artista de Fuga

VEJA GRÁTIS: da manhã à noite dá para curtir o Festival sem gastar nada

Das 10h da manhã até as 21h da noite, é possível assistir ininterruptamente a espetáculos gratuitos do Festival de Curitiba durante os 12 dias de apresentações. A melhor maneira de fazer isso é se programar através do sistema de buscas do Festival:

Outra opção interessante é dar uma olhada nas páginas 138 a 141 do Guia do Festival de Curitiba, distribuído gratuitamente.

Sucesso de público, a Morte Pede Passagem tem sessão extra no Festival De Curitiba

O espetáculo “A Morte Pede Passagem”, com texto e direção de João Luiz Fiani, ganha sessão extra dentro do Festival de Teatro de Curitiba. Após ter suas duas sessões regulares lotadas em pré-venda, o espetáculo fará uma apresentações extra no dia 07 de abril (domingo) às 21h, no teatro Fernanda Montenegro (Shopping Novo Batel). Baseada no universo da escritora Agatha Christie, “A Morte Pede Passagem” mostra as armações e as ambições de uma tradicional família britânica, quando uma herança está para ser recebida. Os membros do núcleo familiar mostram que não têm escrúpulos em fazer o que for necessário para colocar as mãos no dinheiro — e isso inclui matar outras pessoas. Ao melhor estilo do cinema noir, a peça tem ambientação nos anos 50 com cenário de Leopoldo Baldessar, figurinos de Marcyo Luz e sonoplastia de Jader Alves.

Espetáculo tem clima de suspense

“Retomamos com esse espetáculo, um estilo que muito agrada ao público, o famoso teatro de gabinete onde o realismo leva a plateia num processo imersivo para dentro da história junto com os personagens” explica o diretor João Luiz Fiani.  O clima de suspense desse empolgante thriller policial é garantido pelo afinado elenco que conta com o próprio autor e diretor João Luiz Fiani, Rogério Bozza, Luiz Henrique Fernandes, Alan Cristian, João Barsi, Mel Maia, Fernanda Bahl e Bruna Melnik. Os ingressos podem ser adquiridos antecipadamente no site do Festival de Teatro, ou na bilheteria do Teatro Fernanda Montenegro, condicionado à disponibilidade dos mesmos, pelo valor de R$ 70,00 (inteira) e R$ 35,00 (meia entrada).
SERVIÇO – A MORTE PEDE PASSAGEM – Espetáculo policial de João Luiz Fiani, conta a história de uma misteriosa divisão de herança entre uma aristocrata família inglesa nos anos 50. Sessão extra no dia 07/abril às 21h no Teatro Fernanda Montenegro (Shopping Novo Batel – Rua Coronel Dulcídio, 517) – Vendas no local ou antecipadamente pelo site www.festivaldecuritiba.com.br

David Bowie no Fringe

Com dramaturgia e atuação de Humberto Gomes e participação de Bruno Cadore, no papel de David Bowie, Solamente busca um caminho para atingir as singularidades de cada um a partir da experiência compartilhada. No AP da 13. Sábado. 20h.

Visita Guiada: intervenção urbana usa os corpos dos bailarinos

“Visita Guiada” é uma intervenção urbana que tem como proposta questionar a espetacularização das obras de arte, em especial do corpo do artista. No trabalho, os bailarinos estão expostos para visitação em território urbano. Os visitantes interessados têm o auxílio de guias auditivos para explorar as obras. Através desse sistema de locução, o público entra na cena e tem autonomia para escolher, interagir e assim saber mais sobre a obra/bailarino de seu interesse. Ao serem transportadas do museu/teatro para a rua, a intervenção borra as fronteiras entre espectador e obra, redesenhando uma nova relação espaço social. O trabalho foi criado para o Balé Teatro Guaíra e teve sua estreia na cidade de Maringá, em setembro de 2012. Desde então ganhou espaço na Virada Cultural de Curitiba, no Museu Oscar Niemeyer e em diversas praças e becos da capital paranaense. Dia 6 às 20h (Guairão).

INTERLOCUÇÕES: Encontros Críticos ainda no sábado e no domingo

Depois de alguns espetáculos da mostra, dentro da programação do Interlocuções, o público teve a oportunidade de permanecer na plateia para conversar com artistas com a mediação de especialistas das artes cênicas. Neste fim de semana será possível fazer isso em ainda quatro espetáculos. No dia 6 (sábado), em “Tripas” e “Dezembro”e, no dia 7 (domingo), em “Ícaro” e “Tráfico”. O Interlocuções é o segmento do Festival de Curitiba que expande as propostas dos espetáculos da mostra para além dos palcos, com palestras, bate-papos, lançamento de livros, exposições, performances, debates, filmes e muito mais.

Gastronomix: botecos do Japão

O Gastronomix é a quermesse da alta gastronomia do Festival de Curitiba, que traz as mais variadas atrações culinárias para o público. Uma delas é uma proposta inspirada nos tradicionais botecos do Japão, locais informais que os japoneses frequentam depois do trabalho, o Izakaya Hyotan, que tem a frente de sua cozinha o profissional Keiji Matsunari, apresenta no Gastronomix o “Katsukaredon-Gohan”, prato composto por porco empanado e frito com molho karê. Ainda com relação aos sabores do Oriente, a gastronomia árabe será representada pela chef Yasmin Zippin Nasser, do Nayme Culinária Árabe, que produzirá o “Quibe Labanye”, composto por “quibinhos” recheados com carne, nozes e amêndoas, cozidos na coalhada temperada com alho dourado na manteiga, hortelã e especiarias. Yasmin também apresentará sua versão vegetariana do prato, com quibe de abóbora.

Gastronomix: adoçando a vida

E claro, não poderia faltar na quermesse da alta gastronomia opções de sobremesas. Uma delas é a “Torta de Flor de Maraca”, da chef Íze Azevedo, da Flor de Maraca Bakery House. O prato doce é composto por entremet de frutas amarelas com camadas de macron, caramelo saleé e geleia de mirtilo. Ainda nas opções de tortas, a chef Anne Schuartz, que estreia no Gastronomix, disponibilizará sua “A Torta”, feita de Palha Italiana. A sweet maker pretende resgatar o gostinho da infância e a memória afetiva por meio do prato, que leva brigadeiro intercalado com camadas de bolachas. Destaque também para o “Cheese U-Vita Cake”, do chef Marcelo Apene, do Gastromotiva. O prato é feito com o aproveitamento integral da uva em quatro estágios, com deliciosa massa sablé elaborada com farinha de uva u-vita, creme com suco de uva e calda de vinho, finalizada com uva thompson.

Gastronomix: maçãs surpreendentes e brownie com sorbet defrutas orgânicas

Para quem prefere sobremesas tradicionais, mas com um toque de saúde, o “Brownie com Sorbet de Framboesas Orgânicas”, de Karine Yankóski, do empório natural Bee.O, será uma ótima escolha. Inspirado na culinária americana, o doce é feito com chocolate 70% cacau, manteiga ghee e farinha de amêndoas, e pode ser consumido por quem tem restrições alimentares (como intolerantes a lactose). Outra opção deliciosa para quem gosta de doces com frutas e texturas é a “Sedução de Maçã”, da chef Nicolle Túlio, da NT Doces Finos, desenvolvida com maçã caramelada, creme, lascas crocantes e crumble de avelãs.

10 espetáculos do Fringe contam com banquetas recicláveis

Toda a variedade de linguagens e inovação trazida pelas companhias que integram o Fringe terão o conforto de banquetas recicláveis, feitas de papelão, em 10 apresentações pela cidade. A ação é do Banco RCI Brasil que produziu um total de 500 brindes. São 50 brindes por espetáculo e a ação começou na terça-feira (dia 2), com a peça Parahyba Rio Mulher realizada ao meio-dia na Praça Generoso Marques, e Um dedo de Prosa, 18h30, na Praça Osório. Na quarta-feira (dia 3), Parahyba Rio Mulher também contará com as banquetas, na apresentação das 18h, na Rui Barbosa. Na quinta-feira (dia 4), o Banco RCI Brasil fornecerá 50 unidades para a peça As peripécias de Ama e Baltazar, na Praça Osório, 18h. A Orquestra Mundana contará com as banquetas nas duas apresentações que fará na Praça Santos Andrade, na sexta (dia 5), 19h, e sábado (dia 6), 16h. No domingo (dia 7), a peça O melhor espetáculo de hoje, que será encenado na Praça Tiradentes, às 11h, também contará com 50 unidades para as pessoas de acomodarem.

PROGRAMA GURITIBA: leve as crianças para brincar sem precisar de wi-fi ou 4G

O Programa Guritiba é o segmento simultâneo do Festival de Curitiba voltado para o público infantil. E uma de suas atrações envolve a garotada com seus pais, tios, primos, avós e com toda a família, ao oferecer uma opção divertida e atemporal para todos: as brincadeiras “que não se plugam” do Gente que Brinca. As tradicionais brincadeiras de corda, pula-pula, amarelinha, bola, peteca, bambolê, elástico entre muitas outras da velha infância, integram esse cardápio divertido para as crianças e seus acompanhantes gratuitamente no teatro Bom Jesus e nos corredores do Museu Oscar Niemeyer. As brincadeiras acontecem nos dias 30 e 31 de março entre 14 e 16 horas no Teatro Bom Jesus. Nos dias 06, das 09 às 11 horas, e 07 de abril entre 14 e 16 horas, as brincadeiras serão no Museu Oscar Niemeyer, durante o Gastronomix.

MISH MASH: Este ano, Serjão Loroza é o MC

As duas apresentações do Mish Mash do ano passado no Festival de Curitiba lotaram. Para garantir que todos aqueles que assim desejem possam assistir ao espetáculo, com conteúdo para toda a família, a produção do segmento decidiu abrir mais uma data. Desta vez, o Mish Mash será apresentado no Park Cultural nos dias 5 (sexta), 6 (sábado) e 7 de abril (domingo), comandado pelo ator e humorista Serjão Loroza, o Figueirinha da série de televisão “A Diarista”. São 12 atrações internacionais e nacionais que incluem música, comédia, poesia visual, mágica, acrobacias, dança, malabarismo e muitas surpresas para o público.
Conheça as atrações do Mish Mash

  • O argentino José Figueroa vem com a altamente técnica roda cyr (um aro gigante em que o artista se segura e gira livre e desafiadoramente pelo palco).
  • Ricardo Thomé, considerado um dos melhores malabaristas brasileiros, continua na programação depois de, recentemente, ter se apresentado no programa de Ellen DeGeneres
  • Mauro Bruzza vai, por sua vez, tocar 25 instrumentos simultaneamente. Não à toa, o artista adota o nome um tanto esquizofrênico de MauroLauroPaulo. Ainda assim, são seis instrumentos para Mauro, seis para Lauro e sete para Paulo.
  • A mágica não poderia ficar de fora do Mish Mash e Maurício Dollenz cobre essa área. Discípulo do maior mágico chileno da atualidade, o mago Fernando Larrain
  • O ciclista George Antônio Souza trará uma inesperada bicicleta que ele desmonta e remonta, peça por peça, sem descer do veículo. Como se não bastasse, pedalará diante dos olhos incrédulos do público a menor bicicleta que já rodou em todo o território nacional.
  • A CWB Company irá apresentar novas propostas de danças acrobáticas, com muitas evoluções aéreas, chutes de artes marciais e acrobacias que desafiam a gravidade.
  • O peruano Hugo Suarez retorna ao Mish Mash com suas técnicas que transformam partes de seu corpo – como barriga e joelho – em personagens. Desta vez, ele desembarca com a artista Ines Pasic.
  • No núcleo de palhaçaria, Rafael Barreiros, o Palhaço Alípio (também curador e apresentador do espetáculo), a Palhaça Sombrinha e o Palhaço Mister Lauro garantem o toque lírico, poético e de humor, para que todos consigam recuperar o fôlego.
  • E não poderia faltar a banda Trombone de Frutas, que, durante o evento, muda de nome para Banda Mish Mash.

Três espetáculos e dez sessões do Risorama com ingressos esgotados

Neste momento, três espetáculos da Mostra 2019 lotaram em todas as suas apresentações: “Dezembro”, “Dogville” e “Sísifo”. A programação do Risorama teve seis sessões regulares lotadas e quatro extras lotadas ou próximas da lotação.

Dogville

Sísifo

Dezembro

ATENÇÃO PARA ALTERAÇÕES DO FRINGE

O Fringe é um evento simultâneo do Festival de Curitiba que traz a participação espontânea de companhias do Brasil inteiro. São quase 400 atrações em teatros, praças, ruas e espaços alternativos por toda Curitiba e Região Metropolitana. Por essas características – tamanho e espontaneidade -, é inevitável e até natural que algumas atrações sofram alterações. Espetáculos de rua podem ser reposicionados em áreas cobertas em caso de mau tempo. Imprevistos de produção podem causar mudanças de horário e de dias de apresentação. Lotações esgotadas acabam rendendo sessões extras. Agendas de atores podem provocar trocas de horários. E, até mesmo, por questões diversas, alguns grupos podem vir a cancelar sua participação e, nesse caso, as sessões de seus espetáculos também não acontecem. Portanto, informaremos sempre no site do Festival de Curitiba todas as alterações que acontecerem na programação do Fringe.
Confira as alterações atualizadas neste arquivo:https://drive.google.com/open?id=1UM1UzXn79exRcg9SHo-FszK5_aDnHTit