Novidades Tecnologia e Games

5G: O que muda na realidade das empresas e da população brasileira

A era da tecnologia e dá velocidade está cada vez mais perto do próximo passo. O 5G, nova geração de rede de internet móvel, promete mais velocidade, acessibilidade e outras evoluções de navegação. Nessa corrida o Brasil já começou a se movimentar rumo a evolução. A representante mundial dos interesses das operadoras de rede móvel, Global System for Mobile Communications Associaction (GSMA), prevê que a tecnologia deve ganhar espaço em solo brasileiro em 2023.

Essa tecnologia vai mudar a rotina das empresas e cidadãos e isso significa um grande avanço para o país. O 5G vai permitir o funcionamento pleno da internet, é o que afirma Frederico Stockchneider, diretor de tecnologia da InfoWorker, especialista em tecnologia e inteligência de negócio.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou no início de março, dia 5, a proposta de edital do leilão, ainda sem data, de quatro faixas de frequência. Esse é um dos primeiros passos para que as empresas privadas comecem a investir na revolução 5G.

Enquanto isso, as brigas pelo domínio desse mercado em ascensão no exterior ficam mais acirradas a cada dia. O conflito entre EUA e a empresa chinesa Huawei ameaça atrasar os planos de implementação da tecnologia 5G em todo o mundo, já que a empresa lidera o segmento e a expectativa era de que vencesse grande parte das licitações referentes ao 5G.

O governo americano vem impedindo que as companhias do país façam negócios com a empresa chinesa desde que surgiram suspeitas de espionagem pelos sistemas da Huawei. Na prática, uma espécie de guerra fria que promete ainda muitos capítulos.

Internet para a população

A conexão utilizada atualmente no Brasil e em grande parte do mundo é a internet 4G. De acordo com o levantamento feito pela TIC Domicílios, cerca de 70% da população brasileira tem acesso à internet.

 “Para as pessoas, o 5G vai permitir que todos os dispositivos possam estar conectados à internet e com a possibilidade de controlar tudo de maneira remota. Algumas coisas até são possíveis hoje, mas não funcionam tão bem”, explica Stockchneider.

Mesmo com as primeiras movimentações do país, a migracão para o 5G deve levar alguns anos para se consolidar no Brasil. Isso porque será necessário muito investimento em infraestrutura para adotar o novo modelo.

Mercado empresarial

Já para as empresas de tecnologia as possibilidades são ainda maiores. Novos serviços, aplicativos e equipamentos poderão ser desenvolvidos a partir do 5G. “Não se trata apenas de uma internet mais rápida, ele tem uma característica que é a diminuição do tempo de resposta na internet. Isso permite a criação de soluções como o controle de veículos remotamente, drones, coleta de informações como a internet das coisas, muito mais do que existe hoje. Aquele delay que vemos em transmissões ao vivo, por exemplo, deve desaparecer com o 5G”, aponta o especialista Frederico Stockchneider.

Por meio do 5G todos os dispositivos poderão estar conectados e interligados pela internet. Isso abre um leque grande de possibilidades de inovação, principalmente para empresas que trabalham com tecnologia.

O diretor comercial de desenvolvimento Bitzen, Miguel Mendes, explica que hoje as empresas precisam de estratégias para evitar problemas de falta de rede. Reduzir a quantidade de dados e oferecer alternativas de trabalho offline são algumas formas de driblar as dificuldades que as redes atuais apresentam. “Hoje é preciso ser muito simples para ser muito rápido e não perder o cliente”, afirma Mendes.