Mundo Empresarial Últimas

As chefias dos lares e das pequenas e médias empresas, cada vez mais, são femininas. Ainda bem!

As mulheres brasileiras estão realmente empoderadas elas foram maioria quando assunto são novos empreendimentos abertos em 2016. Assumiram a chefia dos lares e são gestoras de quase a metade das pequenas e médias empresas.

No mundo dos negócios, as mulheres foram responsáveis pelo maior número de empresas abertas em 2016, assumindo a liderança na corrida por empreender, a pesquisa do Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2017, comprovou que dos empreendimentos abertos no Brasil em 2016, as mulheres superaram em números os homens. A Taxa de Empreendimentos Abertos (TEA) que medem os empreendimentos abertos com até 42 meses de vida, foi de 19,9% para mulheres e 19,2% para homens. São números que mostram a importância que tem a mulher no cenário do empreendedorismo.

As mulheres estão ganhando mais confiança na capacidade de empreender, algumas com dificuldades de se encaixar no mercado de trabalho, seja pela redução das vagas de emprego no Brasil, seja pela falta estudos, seja pela crise econômica e política. Muitas mulheres, por terem focado na economia doméstica e na gestão do lar, levaram, algumas a buscar no empreendedorismo a oportunidade de se recolocar no mercado ajudando suas famílias. Por isso elas estão empreendendo, abrindo seus próprios negócios, pois, perceberam e cada vez mais percebem, que são muito mais capazes do que imaginavam.

As mulheres são detalhistas, tem senso de identidade visual que ajuda na criação de produtos serviços apresentáveis, além de terem uma memória rápida e invejável, isso faz com que elas tenham grande vantagem no mercado.

Ah! Talvez você seja um daqueles machistas e esteja pensando: “Abrir uma empresa é fácil, quero ver mantê-la.?”. Cuidado com pré-conceitos, pois dados do IBGE revelaram que mortalidade de negócios comandados por mulheres é ligeiramente menor que as empresas abertas por homens, segundo dados do IBGE.

Então, elas aprenderam a se decepcionar muito cedo, descobrindo que as vezes o príncipe era apenas um sapo e beijá-lo não fazia ele mudar. E adivinhe, elas dão a volta por cima e seguem em frente. Essa capacidade de limpar a areia dos joelhos, levantar e continuar a jornada, é imprescindível para ter sucesso nos negócios.

Se você é homem prepare-se para se deparar com uma mulher quando for negociar qualquer produto ou serviço. Porque além de empreendedoras, pesquisas apontam que as mulheres também ocupam 43,2% dos cargos de gerência nessas micro e pequenas empresas.

Sim, as mulheres executivas com poder de liderança nas pequenas e médias empresas já são quase a metade, e acredito que elas irão superar os homens muito em breve, e olha que elas começaram bem depois que os homens, o que demonstra que elas aprendem rápido e evoluem em escala mais acelerada.

Elas nasceram com o dom de dar vida, cuidar e fazer com que as coisas não se quebrem, para que as relações se harmonizem. A antropologia explica que as mulheres sempre se dedicaram a cuidar dos filhos, da casa e preparo da alimentação enquanto o homem saía para caçar e prover o sustento. Essas heranças fizeram das mulheres excelentes em liderança de pessoas, trabalho em equipe e resolução de problemas sem uso de truculência e força, elas buscam sempre a forma mais suave de conseguir alcançar seus objetivos, trazendo para si as pessoas, compartilhando as decisões a serem tomadas. Isso aumenta o engajamento da equipe e melhora os resultados.

Não parou por aí não. Elas também estão aumentando quando o assunto é a liderança dos lares, em 2017 pesquisa da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) elaborado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) revelou que enquanto 2,4 milhões de mulheres assumiram a função de chefe de família, 985 mil homens perderam essa função.

A mulher tem carga tripla de trabalho ao ser mãe, esposa e profissional e isso faz com ela administre melhor seu tempo e suas tarefas, para que dê conta de manter tudo funcionando. Elas estão aumentando na gestão de lares e me arrisco a dizer que fazem isso muito melhor que os homens. Por ser multitarefas as mulheres aprenderam muito melhor que os homens a aproveitar recursos e tempo, aumentando a eficiência.

Se você é homem olhe bem para as mulheres ao seu lado, pois, muito provavelmente nos próximos anos elas serão donas de uma empresa onde você irá trabalhar ou serão suas diretoras, gerentes ou supervisoras.

Artigo de Ricardo Veríssimo, Palestrante e Escritor

www.ricardoverissimo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *