Mundo Pet Nas Gôndolas Novidades

Casa do Produtor anuncia nova unidade

Com 24 anos de fundação, empresa se consolida no mercado pet e planeja expansão

Após dobrar as vendas online no mês de março, e ter um aumento de 8% no número de clientes, a Casa do Produtor acaba de anunciar a abertura de mais uma loja, ainda no primeiro semestre de 2020. Será a terceira unidade da empresa, localizada na Avenida Toaldo Túlio, bairro São Braz. Com quase 1000m2 de estrutura, a loja deve oferecer mais de 25 mil itens, entre produtos de alimentação, higiene, acessórios, entre outros. O estacionamento terá vaga para 30 carros e o terreno em frente à loja, com mais de 3 mil m2 deve comportar mais veículos, além de receber os Eventos de Adoção, promovidos aos finais de semana. Nesse mesmo espaço devem acontecer os Encontros de Raças e outras ações.

Para a diretora comercial Vanessa Melo, a nova loja será uma excelente opção para os moradores da região. “Temos know how de quase 25 anos na área e todo tipo de produto e serviços para esse público. Além da área de vendas, vamos oferecer uma clínica veterinária, a maior farmácia pet do Sul do Brasil e um Centro de Estética. No futuro, vamos fundar uma Escola para formação de Groomers, sob a batuta de Peterson Silva, reconhecido como um dos melhores profissionais do país”, conta Vanessa.

A escolha pelo bairro veio de uma demanda da própria região, que possui excelente renda media per capita, além de estrutura completa de serviços e comércio. Só os bairros São Braz e Santa Felicidade reúnem mais de 55 mil moradores. Santa Felicidade tem um dos metros quadrados mais valorizados da cidade, além de uma grande oferta de terrenos. Dados da Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Paraná (Ademi-PR)/BRAIN, revelam que, em março/2020, Santa Felicidade foi o 2º bairro com a maior oferta lançada de terrenos em condomínio em Curitiba, atrás apenas Santa Cândida

Mercado Pet aquecido

O Brasil ocupa hoje o segundo principal mercado pet do planeta. Em primeiro lugar estão os Estados Unidos, com 40% do faturamento de varejo do setor. O pet nacional movimentou R$ 34,4 bilhões em 2018, alta de 4,6% frente a 2017, quando o faturamento final foi de R$ 32,9 bilhões. Uma pesquisa divulgada em 2019 pelo Instituto Pet Brasil aponta que o gasto mensal médio com cães é de R$ 338,76. No caso dos felinos, o gasto médio é de R$ 196,56 mensais.

De acordo com a Abinpet e Zoetis, metade dos donos de cães diz ter relação de pai e filho com o animal, e 70% dos veterinários percebem que os tutores estão mais atentos aos avanços da medicina veterinária e à saúde de seus pets. “Os clientes de hoje têm uma configuração diferente da época dos nossos pais e isso reflete diretamente no mercado pet. Os jovens prezam ainda mais pela área profissional, são antenados e comprometidos com questões sustentáveis. É um tutor responsável que entende que o pet é a extensão da sua família”, conta Vanessa Melo. Para ela, os gastos com itens pet já atingiram o patamar de “essenciais”. Por isso, os consumidores não vão deixar de comprar para seus animais.