Novidades Saúde

Coqueluche pode agravar sintomas da DPOC

Altamente transmissível3, doença causada pela bactéria Bordetella pertussis
pode gerar complicações grave, incluindo óbitos.5

A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é associada a fatores como tabagismo e poluição ambiental2. Porém, outra infecção pode agravar os sintomas desta doença: a coqueluche1. Com alto poder de transmissão, a coqueluche é causada pela bactéria Bordetella pertussis3. Na maioria dos casos, ela é identificada por uma tosse forte e contínua, e algumas vezes acompanhada de um ruído característico parecido com um chiado agudo5. A transmissão ocorre por meio de gotículas eliminadas em momentos de tosse, espirro, ou simplesmente de fala6.

Quem sofre de algum comprometimento pulmonar, como asma e DPOC, pode desenvolver complicações graves em casos de infecção pela bactéria Bordetella pertussis, incluindo óbitos4. Na DPOC, por exemplo, é comum o agravamento dos sintomas e a incidência de pneumonia, entre outras doenças7.

Prevenção – A vacinação é o principal meio de prevenção da coqueluche.3 De acordo com Ministério da Saúde, crianças de até 6 anos, 11 meses e 29 dias  devem ser vacinadas contra a coqueluche. O Sistema Único de Saúde também oferece vacina específica para gestantes e profissionais de saúde que atuam em maternidades e em unidades de internação neonatal8.

Tratamento – O primeiro passo é procurar um médico assim que desconfiar dos sintomas, já que o tratamento é feito com antibióticos8. Para mais informações, é importante consultar um médico.

Sobre a GSK:

A GSK é uma das principais companhias farmacêuticas e de saúde do mundo direcionadas à pesquisa — é comprometida com a melhoria da qualidade de vida, permitindo que as pessoas façam mais, vivam mais e sintam-se melhor. Para mais informações, visite o site: www.gsk.com.br.

Referências:

  1. PESEK, R. et al. Vaccination of adults with asthma and COPD. Allergy, 66:25-31, 2011.
  2. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PORTADORES DE DPOC. O que é DPOC? Disponível em: http://www.dpoc.org.br/tudo-sobre-dpoc/o-que-e-dpoc. Acesso em: 04 jun. 2018.
  3. PREFEITURA DE SÃO PAULO. Coqueluche: Novas recomendações para prevenção e controle de casos. Disponível em: <http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/chamadas/coqueluche_2017_1501188615.pdf>. Acesso em: 04 jun. 2018.
  4. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Pneumologia: guia de imunização SBIm/SBPT, 2014/15. Disponível em: <http://sbim.org.br/images/files/guia-pneumo-sbim-140925-141218-bx.pdf>. Acesso em: 04 jun. 2018.
  5. CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION. Pertussis. In: ____. Epidemiology and prevention of vaccine-preventable diseases. 12 ed. Atlanta: Public Health Foundation, 2012. v. 2, p. 261-278. Disponível em: <http://www.cdc.gov/vaccines/pubs/pinkbook/pert.html>. Acesso em: 04 jun. 2018.
  6. BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE. Coqueluche no Brasil: análise da situação epidemiológica de 2010 a 2014. Boletim Epidemiológico, 49(39), 2015. 8p. Disponível em: <http://portalsaude.saude.gov.br/images/pdf/2015/dezembro/08/2015-012—Coqueluche-08.12.15.pdf>. Acesso em: 04 jun. 2018.
  7. CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION. Lung Disease including Asthma and Adult

Vaccination. Disponível em: https://www.cdc.gov/vaccines/adults/rec-vac/health-conditions/lung-disease.html>. Acesso em: 04 jun. 2018.

  1. BRASIL. Ministério da Saúde. Coqueluche, 2017. Disponível em: <https://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/coqueluche>. Acesso em: 04 jun. 2018.