Mundo Pet

Cuidados com os pets em dias quentes

Especialista fala sobre horários de passeios, proteção solar, insolação e alimentação
Dica de receita de sorvete para cachorro que o tutor pode fazer em casa

Com a chegada da nova estação, o cuidado com as altas temperaturas também deve ser considerado para quem é pai ou mãe de pet. Sentimos que a cada ano o verão fica mais quente, porém isso não é motivo para desanimar de curtir a temporada mais esperada do ano com o seu animalzinho de estimação.

A médica médica veterinária Thaís Matos, que atua na área de Confiança & Segurança da DogHero , maior empresa de serviços para pets da América Latina, faz algumas recomendações para os pets nos dias quentes, pois assim como nós, eles também podem passar mal, então a saúde deve vir sempre em primeiro lugar.

Cãezinhos com pelagem branca ou que têm pouco pelo na ponta das orelhas, no focinho, no rabo e nas patas precisam de protetor solar antes de serem expostos ao sol. Vale usar tanto protetor solar próprio para animais ou os de uso humano, de acordo com a recomendação do fabricante e de um veterinário. Em dias muito quentes, vale até colocar pedrinhas de gelo dentro do pote para manter a temperatura da água agradável por mais tempo“.

.

Os horários de passeios também precisam de ajustes, é importante manter essa rotina mesmo no verão e levá-los em horários diferenciados, quando a incidência do sol é menor, antes das 10h da manhã e após as 17h. Escolha passear com o pet em locais mais gramados, pois a grama é bem mais fresca que o asfalto e não causará possíveis queimaduras nas patinhas.

O tutor de pet precisa saber que a insolação é algo comum aos cães. A especialista menciona que alguns sinais que o pet pode apresentar são: respiração ofegante, gengivas vermelhas ou pálidas, saliva espessa, fraqueza, excitação, vômitos e convulsão. “Se ao perceber que o cãozinho apresenta esses sintomas, o tutor deve retirá-lo do sol ou do local abafado, tentar resfriá-lo com água fresca e, logo em seguida, levá-lo ao veterinário“, explica Thaís.

Por causa do calor excessivo pode ser que o pet não sinta vontade de comer nos horários habituais, então o tutor precisa oferecer comida nos horários em que a temperatura está mais amena, preferencialmente logo de manhã ou ao anoitecer. Hoje em dia já existe até sorvete dentro das opções de snacks para cachorros, que pode ser encontrado em lojas de produtos especializados para pets.

Para ajudar os pets nos dias quentes, elaboramos uma receita de sorvete para cachorro, que o tutor pode fazer em casa. Confira:

Receita de sorvete para cachorro

Ingredientes:
  • Meia melancia sem caroço
  • Folhas de hortelã
Modo de Preparo:

Bata a melancia sem caroço no liquidificador até formar um suco. Pique as folhinhas de hortelã e misture com ele. Então, despeje o conteúdo em uma forma (forminhas de gelo ou de sorvete) e leve ao freezer. O sorvete pode ser servido sozinho como “petisco”, colocado para derreter na água do cão ou, se feito em uma forma grande (como num pote de sorvete de massa, por exemplo), colocado no chão para que o cachorro se entretenha fazendo ele derreter.
Se o seu cãozinho mostrar que não gostou muito da fruta indicada, pode-se tentar outras opções. Por exemplo, suco de maçã natural sem caroço ou suco de cenoura. Mas, caso o tutor queira variar a receita do sorvete para seu pet, não se esqueça de que nem todas as frutas ele pode comer.

É importante ter cuidado com os alimentos que oferecemos ao pet. Saber quais frutas que não pode dar para cachorro é muito importante para evitar intoxicação, como: maracujá, uva, açaí, carambola, figo e tomate estão na lista proibida para os cãezinhos. De qualquer maneira, os pais e mães de pets devem sempre consultar o médico veterinário de confiança.