estudos e concentração
Educação Últimas

Falta de concentração nos estudos?

Depois das férias é a hora dos pequenos voltarem à rotina dos estudos. E para garantir boas notas, manter a concentração em sala de aula é fundamental.

Segundo a nutricionista do Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG) , Maria Inez Fuentes, algo que pode influenciar nos bons resultados do aprendizado é a alimentação. Por isso, os pais devem ficar atentos ao cardápio dos pequenos.

A dica da nutricionista é cuidar com o consumo em excesso de carboidratos refinados, como açúcar, farinha de trigo branca, biscoitos, bolachas, macarrão, arroz branco, entre outros. “Quando o consumo é em grande quantidade o açúcar no sangue apresenta um pico elevado seguido por uma queda brusca, ou seja, quando fica elevado (bastante glicose disponível) a criança fica ativa demais para se concentrar e em seguida com a queda brusca se cansa e não consegue desenvolver o raciocínio”, comenta Maria Inez. Por isso, a nutricionista sugere trocar esses alimentos por carboidratos integrais ou complexos, que são ótimos aliados – pão integral, aveia,frutas com casca, feijão, lentilha e arroz integral.

Alimentos que contém ômega 3 também não devem faltar no cardápio das
crianças. Eles fazem muito bem para o desempenho da memória, capacidade de aprendizado, do humor e da qualidade do comportamento. “Alguns estudos comprovam que os ácidos graxos essenciais como o ômega 3 ajudam na concentração e são essenciais para a saúde e desenvolvimento cerebral dos pequenos”, afirma a nutricionista. O ômega 3 é encontrado em vegetais de folhas verdes – como espinafre, brócolis, alface e repolho verde; em leguminosas –
feijão, ervilha, grão de bico e em peixes – salmão e sardinha.

Falta de ferro no organismo

Outro fator que pode interferir na falta de concentração é quando a criança está com deficiência de ferro. A falta deste mineral é o suficiente para que o organismo seja incapaz de produzir hemoglobina, que é a proteína responsável pelo transporte de oxigênio por todo ocorpo. “Além de visitar um médico ou profissional de saúde a fim de obter um tratamento adequado, é possível também repor o ferro com a alimentação”, diz Maria Inez. Nesse caso alimentos como o feijão e carne de fígado são indicados pela nutricionista. Outra dica é que ocozimento dos alimentos sejam sempre feitos em uma panela de ferro. “Tomar sucos fontes devitamina C como limão e laranja ajuda na absorção do ferro”, explica a especialista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *