Mundo Pet

Fototerapia para pets pode tratar 40 patologias

Instituto Pet Van adota LED e laser para acelerar a cura de pets em situação de vulnerabilidade;

O Instituto Pet Van, organização não governamental que recolhe e cuida de animais em situação de vulnerabilidade, acaba de adotar o LED e laser para acelerar a cura de doenças como,  feridas, fraturas à problemas dermatológicos, respiratórios e até renais dos bichos, que chegam debilitados. 

Para ajudar no tratamento, a Ecco Vet, empresa especializada em equipamentos de LED e laser veterinários, traz a fototerapia com o intuito de acelerar o tratamento dos animais. “Esse tratamento aumenta a rotatividade de animais no instituto, isso acontece porque o processo de trabalho se baseia em recuperar o animal e restabelecer sua saúde, para que então, através de uma rede de parceiros, o animal depois de curado seja encaminhado a uma nova família”, comenta o gerente de marketing da empresa, Rafael Bolzan.

Os tratamentos realizados com laser e LED terapêuticos atuam no sistema do animal com a finalidade de tratar diferentes patologias.. “Com a fototerapia reduzimos o tempo de tratamento, assim é possível encaminhar mais rapidamente o animal a uma nova família e ao mesmo tempo abrir uma nova vaga para outros pets, que precisam de atendimento”, afirma o gerente de pesquisa, desenvolvimento e inovação da Ecco Vet, Lucas Sousa. 

Doenças como dermatites, lesões abertas, cinomose, displasias, síndrome neurológicas e otites são muito comuns em animais em situação de vulnerabilidade. “O uso do equipamento de fototerapia garante o tratamento de mais de 40 patologias. O equipamento conta com três tipos de luzes – cada uma com seus efeitos específicos, aplicadores canetas para pequenas áreas e aplicador cluster para grandes áreas”, comenta Sousa.

As luzes presentes no equipamento são:

Azul: Ação bactericida e fungicida. É uma importante aliada no combate à bactéria da acne, dermatites e infecções. Seus usos mais comuns são no tratamento de dermatites, feridas e lesões infectadas,e até mesmo em pós operatórios.

Vermelho: Atua na microcirculação e angiogênese. Essa luz tem efeito anti-inflamatório, ativa os biomoduladores celulares e é utilizada para cicatrização de feridas, pós operatórios, tendinites, laser acupuntura e terapia ILIB.

Infravermelhos: É o laser de ação mais profunda, conhecido por ser um potente analgésico, que promove uma maior absorção dos fármacos. Também estimula o sistema imunológico e ainda promove a bioestimulação de tecidos profundos como ossos, cartilagens e tecido nervoso. Além disso, ela possui também ação anti-inflamatória e pode ser utilizada no tratamento de dores em geral, além de ser utilizada em laser acupuntura.

A fototerapia garante diversos benefícios como cicatrização, controle da dor e inflamação, redução de edema, melhora da mobilidade articular, além de acelerar o metabolismo, melhorar imunidade e combater bactérias, fungos e infecções. “O tratamento com LED e laser é capaz de melhorar a qualidade de vida e bem estar do animal.”, afirma Lucas Sousa.

A ação se enquadra ainda no campo da medicina preventiva, devido às ações para minimizar, desacelerar ou até mesmo prevenir problemas de saúde do animal.