Saúde Últimas

Hiperidrose, condição clínica de sudorese excessiva pode ser tratada com aplicação de botox

A toxina, famosa pelos seus efeitos estéticos, pode servir de grande ajuda para pessoas que sofrem com o suor em excesso

O Botox — ou toxina botulínica, como também é conhecida — é extremamente famoso no mundo inteiro. Por ano, milhares de pessoas ao redor do planeta buscam tratamentos com essa substância, que garante rejuvenescimento facial e até mesmo prevenção contra as marcas de expressão.

Porém, apesar da sua popularidade, saiba que este medicamento também é capaz de fazer outra coisa: tratar a sudorese excessiva ou hiperidrose. Se você sua muito na região das axilas, mãos, pés ou face, saiba que a toxina botulínica pode ser a solução ideal para você.

Diferente de outros métodos mais invasivos, a aplicação da substância leva poucos minutos, tem poucos efeitos colaterais, baixos riscos e normalmente não exige nenhuma preparação excessiva, fazendo com que esta seja uma escolha bem mais viável do que a remoção das glândulas sudoríparas de toda uma área corporal.

Abaixo, nós falaremos mais sobre como o botox atua no suor excessivo e quais são os principais aspectos que envolvem a aplicação desta maravilhosa substância.

Pronta para saber mais a respeito? Continue sua leitura até o final!

Como o Botox é aplicado?

A aplicação de Botox acontece da maneira tradicional, com uma pequena seringa e agulha que fazem pequenas inserções na área alvo escolhida. Normalmente são necessárias várias “agulhadas” para conseguir neutralizar a área que produz muito suor.

Outro ponto que deve ser destacado é que a aplicação não é totalmente indolor, e em alguns casos, o procedimento pode ser ligeiramente desconfortável.

Por essa razão, analgésicos tópicos podem ser utilizados pelo cirurgião plástico — este é o único profissional capacitado a trabalhar com o Botox e a fazer esse tipo de intervenção clínica — para garantir maior conforto.

Normalmente toda a aplicação dura em média de 30 minutos. O risco para complicações é baixo e dificilmente aparecem, a não ser que haja uma resposta negativa do organismo ou uma superdosagem na região alvo.

Como a toxina botulínica atua na hiperidrose

O suor excessivo tem diversas causas, que vão de fatores genéticos até problemas emocionais (como a ansiedade) e relacionados a utilização de algum medicamento, que podem como efeito colateral aumentar a atividade das glândulas sudoríparas — aquelas responsáveis pela produção do suor.

Essas glândulas são controladas por nervos específicos, que como citamos, normalmente está em alta atividade, gerando todo o desconforto da sudorese excessiva.

O Botox é aplicado diretamente nesse nervo (que varia de acordo com a região do corpo), causando sua paralisação e consequentemente o término instantâneo e momentâneo da produção de suor na área de aplicação.

O procedimento não requer internação, normalmente apenas um analgésico tópico. Por ser bem menos invasivo que outras alternativas, o Botox está sendo cada vez mais utilizado como alternativa ao tratamento da hiperidrose.

Quanto tempo as aplicações duram?

 Um dos pontos negativos — se não for o maior — da utilização da toxina botulínica para este tipo de tratamento, é a necessidade periódica de novas aplicações para manutenção dos resultados.

Com o tempo, o Botox é de certa forma absorvido pelo organismo, fazendo com que seus efeitos diminuam gradativamente, até que a sudorese excessiva volte a acontecer da maneira como era antes.

As sessões para “manutenção” dos resultados devem acontecer em média a cada nove ou dez meses. Contudo, este prazo pode mudar de acordo com a recomendação do cirurgião plástico e principalmente de acordo com sua própria individualidade.

Algumas pessoas podem precisar retardar este prazo ou até mesmo adiantá-lo, apesar de que esta segunda opção é bem menos frequente do que a primeira.

Quais são os riscos?

Os riscos com a aplicação do Botox são baixíssimos, especialmente se compararmos com qualquer outro procedimento estético que envolva cirurgia.

Entretanto, apesar disso, é preciso informar que existe sim a possibilidade de algumas reações adversas do organismo, fato este que é igual para qualquer outro medicamento disponível no mercado.

Os desconfortos são variados e podem aparecer pequenas manchas roxas (equimoses) nas áreas aplicadas por um breve período após aplicação, pequeno inchaço e dor local.

Demais sintomas não são comuns e dificilmente são encontrados na prática clínica regular. Entretanto, não deixe de perguntar para seu médico sobre as possibilidades de outros desconfortos que possam ocorrer após o procedimento.

Qualquer pessoa pode aplicar?

Apesar dos baixos riscos e da facilidade para realizar o tratamento, saiba que o Botox apresenta algumas contraindicações que devem ser respeitadas. O descumprimento dessas recomendações pode colocar a saúde do indivíduo em grave risco.

No geral, mulheres que estão grávidas ou amamentando não devem continuar com o procedimento, assim como indivíduos que apresentam doenças degenerativas. Menores de idade normalmente também se enquadram no grupo daqueles que não podem utilizar o Botox.

Lembre-se que a aplicação da toxina botulínica deve sempre ser realizada por um médico especialista da área, não procure profissionais que não apresentam formação específica na área.

Ao optar por outros profissionais você coloca sua vida em risco e principalmente seus resultados, que, claramente, devem ser o seu objetivo principal, especialmente se tocarmos no assunto que abrange as inúmeras situações desagradáveis que a sudorese excessiva pode causar.

Outro ponto a ser discutido é que como o Botox não está sendo aplicado diretamente em um músculo, não existe a menor possibilidade de limitação de movimentos ou de qualquer outra coisa semelhante, seja qual for a região do corpo.

Isso acontece porque o tratamento para hiperidrose ataca somente o nervo principal que causa a reação de suor excessivo, mantendo todas as outras estruturas intactas e livres de qualquer interferência.

Ao sentir outros efeitos, a consulta com o médico que fez o procedimento é indicada o mais rápido possível. Gostou do conteúdo de hoje sobre o botox para tratar o suor excessivo? Sim? Que tal comentar abaixo sua experiência com a toxina botulínica ou com a hiperidrose? Certamente seu relato pode ajudar mais pessoas a se motivarem a acabar de vez com essa situação que além de desconfortável, pode causar várias situações constrangedoras.