Bon Vivant Novidades

iFood bate 600 mil pedidos e ultrapassa marca diária na Black Friday

A Black Friday já provou que é uma das datas mais importantes do calendário brasileiro e, em 2018, as vendas no comércio eletrônico cresceram 23% no País de acordo com a Ebit Nielsen. Seguindo pelo mesmo caminho, o iFood, líder em delivery online de comida na América Latina, que teve pratos a R$ 1,99, chegou a 600 mil pedidos na última sexta-feira. Cerca de 1.300 restaurantes participaram da ação e ofereceram mais de 2.300 pratos.

A plataforma registrou mais de 2 milhões de acessos no dia 23 de novembro, o que gerou grande movimentação para restaurantes e entregadores. Prevendo o grande fluxo de pedidos, foram instalados 3 pontos de parada para os entregadores, os chamados Pit Stops, que prestavam todo apoio para os motoboys, com bebidas, Wi-Fi, banheiro e até jogos. Os espaços, que funcionaram das 13h às 23h, receberam 1.430 entregadores.

“O nosso balanço nesta Black Friday não poderia ser mais positivo. Fizemos uma força-tarefa, tanto com as ações na rua quanto internamente na empresa, e mesmo assim conseguimos ser surpreendidos com a grande quantidade de pedidos e procura”, afirma o CEO do iFood, Carlos Moyses.

O sucesso foi tão grande entre os estabelecimentos participantes que o Bar do Estadão, por exemplo, passou de 20 lanches vendidos pelo iFood, em dias normais, para 1.100 na sexta-feira. O Now Burger também se superou: na Black Friday foram mais de mil hambúrgueres vendidos e uma tonelada de carne durante a promoção de pratos à R$ 10,00. Em comunicado, o Habib’s anunciou que, com a parecia com o iFood, foram 1 milhão de esfihas e 165 mil mini churros em oito horas na sexta-feira.

“Ter mais de 2 milhões de acessos na plataforma em um único dia nos mostra o quanto estamos no caminho certo. Além disso, prova o tamanho do mercado que as foodtechs podem explorar no Brasil, além da liderança do iFood em todo o Brasil”, finaliza o executivo.

As promoções continuam até o final do mês com descontos de até 50% em todo o Brasil.