Morar Bem Últimas

Imóveis populares ajudam a reduzir o déficit habitacional em Curitiba e RMC

Apartamentos da Lyx Engenharia se enquadram no Casa Verde e Amarela, novo programa habitacional proposto pelo Governo Federal e que surge como uma reformulação do Minha Casa Minha Vida

O Programa do Governo Federal Minha Casa Minha Vida passou por uma reformulação durante o governo do presidente Jair Bolsonaro. Com a reestruturação, o novo formato, Programa Casa Verde e Amarela, é uma tentativa de corrigir o déficit habitacional no Brasil. Segundo levantamento da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2015, o déficit habitacional ultrapassa a marca dos 150 mil domicílios apenas em Curitiba e Região Metropolitana.

O novo programa pretende atender famílias que vivem em condições inadequadas de moradia e também àquelas que hoje comprometem grande parte do orçamento mensal com despesas de aluguel. Para o vice-presidente comercial da LYX Engenharia, Paulo Antonio Kucher, as empresas de engenharia especializadas na construção residencial popular têm um papel importante para mudar essa configuração habitacional no país.

MUDANÇAS

No dia 25 de agosto, o presidente Jair Bolsonaro assinou a Medida Provisória (MP) 996/2020 que reformula o programa MCMV. A MP seguiu para o Congresso Nacional e está aguardando a aprovação dos parlamentares. A medida deve ser votada ainda em 2020.

A reestruturação do programa traz algumas medidas novas, como a redução das taxas de juros dos financiamentos habitacionais, com o objetivo de facilitar o acesso aos cidadãos e melhorar o alcance do programa. Também propõe uma estrutura melhor das habitações, mais resistentes e que atendam melhor às famílias.

Kucher salienta que os empreendimentos da Lyx Engenharia já estão adequados a todas essas exigências. Atualmente, 18 residenciais prontos e outros seis em construção em cidades como Curitiba, São José dos Pinhais, Araucária, Almirante Tamandaré, Colombo e Campo Largo. Com 12 anos de trajetória, a empresa já é a maior construtora do Programa Minha Casa Minha Vida no Paraná.

OPERACIONALIZAÇÃO

Pela proposta principal do Programa Casa Verde e Amarela, a população foi dividida em três grandes grupos para que fossem definidos os benefícios e as taxas de juros de cada um. Todas as regiões do Brasil devem ser atendidas com acesso aos mesmos direitos.

A divisão foi feita com base na renda mensal familiar e dividiu os cidadãos em três grupos: renda até R$2 mil; renda entre R$2 e R$4 mil e aqueles com a renda familiar mensal entre R$4 a R$7 mil.

As famílias de cada grupo têm acesso a benefícios diferentes. No primeiro grupo, o acesso ao financiamento do imóvel com uma taxa de juros menor e a regularização do terreno e da casa que já se possui são alguns dos amparos.

Já o segundo e o terceiro grupos poderão financiar igualmente uma moradia pelo Programa Casa Verde e Amarela. Existe também uma situação específica de juros para financiamento em cada um dos grupos.

INADIMPLÊNCIA

O número de pessoas inadimplentes no Brasil é bastante alto. Mais de 66% dos brasileiros possuem dívidas em seu nome, conforme pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). “O investimento em um imóvel próprio exige planejamento. E a Lyx conta com uma equipe especializada para orientar e apoiar os clientes inclusive nessas questões matemáticas. Há um setor específico que auxilia o cliente na renegociação das dívidas”, explica Kucher. “A casa própria não precisa ser um sonho. Mas para que ela se torne realidade, é importante encontrar uma boa proposta e um imóvel que caiba no orçamento familiar”, completa.