Bem Estar Últimas

Instituição que acolhe vítimas de violência doméstica recebe doação de parquinho

Passatempo divertido e interação social são alguns dos benefícios que um parquinho infantil traz na vida de crianças. Mas o que a maioria das pessoas não sabe é que o playground oferece outros fatores positivos, além de entretenimento. O equipamento auxilia no desenvolvimento psíquico, motor e social infantil – além de estimular a percepção do mundo a sua volta.

Ciente de sua responsabilidade social, o Grupo A.Yoshii realizou a doação de um playground para a Pousada de Maria, unidade da Fundação de Ação Social (FAS) em Curitiba, que acolhe mulheres vítimas de violência doméstica. Com o endereço mantido sob sigilo, a unidade protege e promove o desenvolvimento de autonomia e superação para as mulheres, que normalmente vão até o local acompanhadas dos filhos. O novo espaço de lazer traz entretenimento e busca auxiliar no desenvolvimento das crianças, além de incentivar a prática de atividades físicas e exercícios durante a pandemia.

De acordo com recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), neste período de pandemia adultos precisam realizar 150 minutos de atividades físicas por semana, enquanto para as crianças e adolescentes o ideal são 300 minutos de atividades físicas semanais, no mínimo.

Com esse intuito, e para estimular atividades físicas e desenvolvimento na infância, o Grupo fez a doação de um parquinho convencional para a instituição. De acordo com o gerente de unidade da A.Yoshii em Curitiba, Erick Takada, esse olhar voltado para os pequenos é muito importante neste momento. “Sabemos que a mudança drástica na rotina e a falta de contato com outras crianças podem ser prejudiciais. E o uso do parquinho é importante para o desenvolvimento das crianças, bem como é possível estimular a prática de exercícios físicos. A doação do playground teve como objetivo levar um pouco de alegria e lazer para as crianças que frequentam a Pousada de Maria”, comenta.

Não somente em casa, mas parquinhos em escolas também auxiliam no crescimento psicológico e desenvolvimento motor da criança, por meio de conhecimentos e práticas voltadas para o espaço, tempo e movimento. A Base Nacional Curricular (BNCC), por exemplo, recomenda propostas pedagógicas que usem brincadeiras como fator principal para as atividades escolares na Educação Infantil.