Mundo Empresarial Novidades

Legal Design tem sido aplicado para busca de novas soluções no ambiente jurídico

Consultoria em inovação da capital paranaense tem contribuído para a mudança de mindset dos advogados

 

“Como a área jurídica pode se tornar mais estratégica e parceira na tomada de decisões nas empresas?” Essas são algumas provocações trabalhadas no workshop de Legal Design desenvolvido pela Hi-LAW Consult.

Utilizando princípios do design thinking e outras metodologias inovadoras, a proposta é encontrar soluções simples de maneira colaborativa e focada no usuário, seja ele cliente ou próprio integrante da equipe – as opiniões, reclamações e sugestões são amplamente analisadas para que as organizações encontrem meios eficazes de solucionar problemas.

“Ao enxergar o problema, ajudamos a encontrar as melhores alternativas. Interagimos com diferentes áreas da companhia, estimulamos a participação das pessoas em equipe e incentivamos a colaboração com outros departamentos para despertar novas ideias que possam ser implementadas facilmente”, explica a advogada Gisele Ueno, diretora executiva da Hi-LAW, pioneira neste tipo serviço no Paraná.

Pensar fora da caixa

Um exemplo de como esse trabalho traz bons resultados pôde ser visto no treinamento realizado esta semana, na sede da consultoria, em parceria com a designer Gisele Raulik, especialista em design thinking.

O encontro teve a participação de nove profissionais de uma multinacional que atua na área do tabaco e vive um grande momento de transformação de seus produtos, sua cultura e comunicação.

Esse workshop nos ajudou a refletir sobre as nossas práticas e desafios diários, e a explorar alternativas e soluções para impactar positivamente as rotinas do nosso departamento”, observa Rafael Wortmann, diretor jurídico da Philip Morris Brasil.

Segundo a diretora da Hi-LAW, ao trazer o Legal Design e os conceitos de design thinking para dentro das corporações de qualquer tamanho, é possível inovar com mais rapidez e menos sofrimentos em questões comportamentais e tecnológicas. “Já ouviu aquela frase: ‘conto com a colaboração de todos?’ É exatamente isso que fazemos, só que de um jeito leve, com foco na busca por soluções e com a ajuda das próprias pessoas”, finaliza.