Doutor Carreira Mundo Empresarial

Lições de empreendedorismo e sucesso profissional na série Sintonia, da Netflix

*Jorge Penillo*Jorge Penillo

Doni, Nando e Rita cresceram juntos na mesma favela, influenciados pelo fascínio do funk, do tráfico de drogas e da igreja. Cada um deles transforma suas experiências de infância em caminhos diferentes, até perceberem que precisam um do outro, inclusive profissionalmente.

Este é o enredo da Série Sintonia, exibida pela Netflix. Ela traz a realidade da periferia, onde os jovens tentam desenvolver suas próprias carreiras e seus próprios meios de ganhar dinheiro. No decorrer dos episódios, eles descobrem que têm que ser líderes da própria carreira, conduzindo seu próprio sucesso, independentemente de terem uma empresa ou não.

Misturando áreas profissionais, como a da Música, com o “mundo do crime”, os jovens do seriado vão desenvolvendo projetos de liderança e ganhando meios de sobrevivência. Isso nos faz pensar na tão falada Carreira em W, onde as pessoas se tornam líderes de si mesmas, buscando as próprias oportunidades – uma ótima alternativa, inclusive, para o momento atual de crise e desemprego do Brasil, onde as pessoas estão tendo que “se virar” para sobreviver e ganhar dinheiro.

Um profissional com carreira em W sabe o que é ser técnico e sabe o que é ser líder. Geralmente, tem experiência em outras áreas ou setores, o que o torna mais completo e capaz de atender demandas inesperadas.

Um profissional não precisa deixar de colocar a “mão na massa” para liderar um grupo de pessoas no seu negócio próprio ou assumir uma posição de comando na empresa; ele pode ser multifuncional, assumindo posição de comando e, ao mesmo tempo, se desenvolvendo em determinada área. Um ótimo exemplo é um gerente de projeto que assume o comando de equipes temporárias e, ao mesmo tempo, precisa ser um especialista na sua atividade.

A carreira em W parte da premissa de que o profissional pode ser realmente bom em diversas coisas, ainda que isso demande habilidades diversas. Assim, um analista de banco de dados pode, também, liderar pessoas. Quando se opta pela carreira em W, é muito provável que o profissional esteja, em um momento, no comando e, em outro, obedecendo ordens. Assim, não existe uma linha contínua.

Nas empresas, o plano de carreira em W foi uma resposta rápida para adequar o crescimento gradual dos colaboradores no mercado de trabalho atual. Por ser mais flexível e dinâmica, a carreira em W preza pela gestão colaborativa. Quando se pensa em um desenvolvimento profissional pautado no plano de carreira em W , algumas oportunidades se abrem dentro da empresa. Nem sempre alguém que iniciou sua trajetória profissional como analista em determinado setor vai encerrar sua carreira no mesmo lugar, afinal, o mundo se transformou nas últimas décadas, então, por que manter as expectativas profissionais estagnadas?

Para saber se você tem perfil para desenhar um plano de carreira em W, preste atenção nos seguintes requisitos que ele exige:

  • ser um comunicador eficiente, sabendo ouvir e transmitir mensagens com
    objetividade, valorizando os relacionamentos interpessoais
  • ser um bom negociador para lidar com conflitos internos e externos
  • ser criativo e inovador, insatisfeito com rotina de processos e resultados
  • ter flexibilidade mudar de áreas com menos rigidez

A carreira em W é hoje uma das principais tendências do mercado de trabalho! Fique atento!