Educação Últimas

Mesinha Digital na educação: aprendizado por meio do lúdico-pedagógico

Educação infantil e especial podem se beneficiar da tecnologia para proporcionar desenvolvimento cognitivo e de outras habilidades

Desde muito pequenas, as crianças de hoje convivem com os recursos tecnológicos. Mesmo antes de aprenderem coisas simples como amarrar os sapatos ou escovar os dentes, já estão familiarizadas com o ambiente online. Se esse tipo de ferramenta faz parte do dia a dia dos chamados nativos digitais, nada melhor do que incorporá-la ao ambiente educacional. Foi com esse objetivo que foi desenvolvida a Mesinha Digital Quinyx.

O recurso, que já faz parte do dia a dia de instituições de ensino públicas e privadas, além daquelas voltadas à educação especial, como é o caso das APAEs, visa impulsionar o desenvolvimento cognitivo e outras habilidades, que envolvem os aspectos emocional, social e ético.

“Entre elas podemos citar o aprender a ganhar e perder, o senso de autoavaliação e de responsabilidade, saber cooperar e colaborar, lidar com regras, comunicar-se bem e atuar em ambientes de competição saudável, além de agir positivamente para o bem comum e ter respeito, aceitação e tolerância com as diferenças”, afirma Rejane Mello, pedagoga, professora de inglês e consultora pedagógica da 18 Gigas, representante da tecnologia no Brasil.

A Mesinha Digital Quinyx, que possui tela com tecnologia touch capaz de reconhecer o toque humano e também diversos objetos, conta com sistema operacional Android. No sistema vêm instaladas mais de 300 atividades lúdico-pedagógicas divididas por diferentes níveis de abordagem, que podem ser adaptadas a diversas línguas, como português, inglês e espanhol. “Entre os temas pré-instalados estão alfabetização, libras, línguas, ciências, matemática, geografia, história, ilustração e cores, memória, coordenação motora, percepção visual, raciocínio lógico e várias outras”, comenta Rejane.

Mesinha Digital Quinyx na educação especial

Para as crianças de educação especial há ainda a possibilidade de fazer diversas adaptações. “Nós podemos desenvolver, por exemplo, suportes especiais com alteração de altura para atender crianças com diferentes estaturas, desde aquelas que ainda não se levantam até as que usam tipos de cadeiras de rodas mais altas. Outra possibilidade é a conexão de teclados em braile para crianças cegas ou com baixa percepção visual”, explica a consultora pedagógica.

Um dos maiores destaques no mercado é que a Mesinha Digital Quinyx possui  software aberto. Ou seja, por contar com o sistema Android, é possível encontrar centenas de bons jogos gratuitos, tanto para a educação infantil quanto para as áreas assistivas ou de educação especial. Já os sistemas fechados, por exigirem a compra de novas aplicações somente do fabricante do equipamento, restringem o poder de escolha ao usuário, elevam o preço e diminuem a oferta. “É importante frisar a segurança do equipamento, já que possui controle parental capaz de restringir o acesso a funções e aplicativos”, ressalta Rejane.

Mais informações sobre a Mesinha Digital Quinyx pelo site www.mesinhadigital.com.br