Karol Estima Mundo Pet

Pensando em ter um amigo cão?

Quais critérios você deve levar em conta na hora da escolha.

Está pensando em ter um “cão para chamar de seu”? Procurando um amigo peludo para todas as horas? Quais critérios você está levando em consideração para escolher esse amigo? Um Border Bollie, cão da raça mais inteligente de todas? Um buldogue, pelo seu jeito bonachão e suas bochechas caídas? Um Spitz Alemão, pelo seu pequeno porte, carinha de raposa e fofurice incomparável? Um Pastor Belga Malinois, por sua característica de guarda e seu porte esguio?

 

No entanto, o que mais você sabe sobre aquela raça além destas poucas características? Você conhece o temperamento da raça pela qual você está interessado? Você sabe quais são as principais doenças que acometem cada raça? Você saberia escolher, dentro de uma mesma ninhada, o filhote mais medroso, ou o mais corajoso, o mais tranquilo ou o mais agitado? E qual o filhote com o perfil mais adequado para você e sua família?

 

Essas são apenas algumas das importantes perguntas que você deve saber responder  ao pensar que você  está prestes a tomar a decisão de ter uma vida que vai depender inteiramente de você por aproximadamente dez anos, ou até muito mais,

 

E se você levar em consideração esses fatores que mencionei no segundo parágrafo, e não apenas a aparência ou uma única característica de determinada raça, pode acabar fazendo uma escolha mais acertada – ou mais errada – em relação ao seu novo companheiro. Desde que comecei a trabalhar com cães, um dos serviços que mais gosto de fazer é ajudar uma família a escolher o cão que mais se adapte ao seu estilo de vida. Eu sei que a escolha de um peludo pode ser uma decisão baseada na emoção, mas quando incluímos um pouco de razão nessa equação, a probabilidade do resultado ser positivo aumenta exponencialmente.

 

Por exemplo: você sabe que os Spitz tendem a vocalizar bastante e têm um nível de energia bem alto, o que não os torna um cão tão ideal para apartamentos, como muita gente fala por aí? Você sabe qual o nível de atividade física e mental é necessário, quanto treino e quanto suporte emocional um Border Collie precisa para ser um cão equilibrado? Você sabe que praticamente todos os buldogues têm alguma deformidade na sua coluna vertebral e que isso pode acarretar problemas de saúde seríssimos para eles, até mesmo ficarem paraplégicos? Sem falar nas dificuldades respiratórias das raças braquicefálicas. E que existem raças cuja possibilidade de um cão adulto ter câncer são quase de 100%?

 

E, se você não procura nenhuma característica específica de uma determinada raça – um cão para treinar agility, para proteger sua casa, etc – você deve considerar seriamente a possibilidade de adotar um peludo Sem Raça Definida para conquistar seu coração. Além de tudo você estaria ajudando uma vida que vai lhe ser eternamente grata por isso, acredite! Alguns podem ter alguns problemas de comportamento mais do que outros, assim como qualquer cão de qualquer raça.

 

Recentemente recebi um e-mail de uma mãe me falando que seu filho estava apaixonado pelos Border Collies e queria um cão da raça a todo custo, e ela me perguntava o que eu achava da aquisição. Por motivos suficientes que valem um novo post, expliquei-lhe as razões pelas quais é uma raça difícil e que eu não a recomendava para “qualquer um”.  Depois de um tempo ela me retornou, dizendo que continuou pesquisando mais sobre a raça e que havia lido muitas outras informações e ouvido muitas opiniões iguais à minha, e que então optaram por adquirir um Golden Retriever, um cão bem mais “fácil” de criar e que era bem mais apropriado ao perfil da família. Ao final do e-mail porém ela me questionava sobre a metodologia de treino utilizada pela treinadora recém contratada, que utilizava muita força física para contenção do filhote (de então quatro meses apenas!!!) e que ela tinha receio que se tornasse agressivo devido a este tipo de manejo.

Bom, para quem já segue a coluna já deve saber a resposta né?!

 

Karol Estima, Relações Públicas, Bióloga e proprietária do Estima Adestramento.

No Portal Believe News, Karol assina coluna com textos a respeito do Mundo Pet.