Saúde Últimas

Queimaduras solares aceleram o processo de envelhecimento da pele

Mesmo com o verão próximo do fim – pouco menos de um mês para o outono começar -, muitas mulheres ainda buscam por uma pele mais bronzeada nesse finzinho de estação. Mas e se depois de tomar sol a pele ficar vermelha? De acordo com a dermatologista da Neoderme e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) Giseli de Mattos Diosti Stein, se mesmo usando protetor a pele ficar mais ‘rosada'”, é sinal de que o FPS foi aplicado errado.

“Se a pele ficou vermelha mesmo tendo sido aplicado o filtro solar, alguns erros podem ter acontecido: o FPS utilizado não foi o adequado para a pele do paciente em questão; a quantidade de filtro aplicada sobre a pele não foi adequada; o tempo de reaplicação não foi respeitado, e o tempo de exposição foi excedido”, lembra a dermato.

O histórico de queimaduras solares aumenta o risco de câncer de pele, mesmo em pessoas jovens. Além disso, queimaduras solares repetidas aceleram o envelhecimento da pele.

Alteração no DNA celular

A especialista também explicou que todo bronzeamento induzido pelo sol decorre da ação da radiação ultravioleta na epiderme. “Para que o bronzeado aconteça é necessário que a radiação exerça um efeito no DNA das células da pele. Portanto, todo bronzeado vem acompanhado de alteração no DNA celular. Quando o bronzeado ocorre com uma queimadura solar (vermelhidão e descamação), os danos são ainda maiores, com um aumento considerável no risco de câncer de pele ao longo dos anos”, ressalta Giseli.

 

Bronzeamento artificial

As câmaras de bronzeamento foram proibidas pela Anvisa em 2009, e desde então, muita gente recorre ao bronzeamento artificial. O bronzeamento artificial do tipo jet bronze é feito através da aplicação de uma névoa de uma substância chamada dihidroxiacetona, que em contato com a pele produz uma coloração amarronzada, levando ao bronzeamento. É um procedimento de ação superficial, seguro, e de duração temporária.

Autobronzeadores com filtro solar

Nas farmácias e supermercados é possível encontrar diversos tipos de autobronzeadores com filtro solar. De acordo com Giseli, eles são confiáveis desde que tenham FPS maior ou igual a 30, e podem ser utilizados com segurança. Mas ela faz um alerta: “o uso exclusivo de autobronzeadores com FPS menor que 15 não é indicado para proteção solar”.

 

Alimentos que ajudam no bronzeado

Alimentos ricos em betacaroteno devem estar no cardápio de quem quer manter o bronzeado. Segundo a especialista, os alimentos que contêm betacaroteno dão um tom acastanhado/amarelado à pele pelo depósito dos carotenóides na superfície cutânea, além de terem efeito antioxidante e aumentarem a proteção da pele contra a radiação ultravioleta.

“Quem quiser uma pele mais bronzeada, pode investir em alimentos com maior concentração de betacaroteno, que são a cenoura, a manga, o mamão e o damasco”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *