Bem Estar Saúde

Um novembro azul, pra la de colorido

*Por Sabina Donadelli

Os nutrientes com maior comprovação de prevenção do câncer de próstata são os carotenóides, especialmente o licopeno, a vitamina A e o selênio.

Carotenóides dão cor aos alimentos e embora o tomate seja o principal alimento citado quando se fala em licopeno, ele está presente em quase todas as hortaliças amarelas, vermelhas, rosas e alaranjadas. Assim, manga, mamão, morango, tomate, melancia e goiaba (entre outros) também são fontes de licopeno.

A vitamina A pode vir de outros carotenóides também presentes nestes alimentos e em outros como a cenoura, espinafre e abóbora, além de ovos, e marisco. O fígado de boi é talvez o alimento mais rico de todos em vitamina A – mas eu, particularmente, não recomendo.

O selênio virá das castanhas! Cuidado com ele, ok? No fim, falou-se tanto do selênio das castanhas que as pessoas acabaram se intoxicando. Hoje é mais fácil pegar um paciente com excesso que com falta de selênio. Detalhe: os sintomas da falta e do excesso de selênio são muito semelhantes.

Para além da lista de alimentos amigos da próstata, queridos moços do meu coração, a nutri ainda recomenda que cuidem:

1 – Do intestino. Estudos mostram que a absorção intestinal tem grande impacto na biodisponibiliade do licopeno. Em outras palavras, não adianta comer muito tomate se o intestino não estiver em ordem.

2 – Comida é sempre melhor que suplementação em cápsulas. A biodisponibilidade é maior nos alimentos fonte que o nutriente isolado.

3 – Na medida do possível, associe uma fonte de gordura boa, azeite, óleo de coco, etc. e fibras às suas refeições. Tanto carotenóides como vitamina A e selênio são melhor absorvidos na presença de outras gorduras.

4 – Mantenha-se saudável. Pode parecer estranho dizer isso, mas o estado nutricional de cada individua também tem impacto na absorção de licopeno. Trocando em miúdos, se você está mal, a absorção é menor.