Você sabia que em 28 de maio é comemorado o Dia Mundial do Hambúrguer? E que em 30 de maio é celebrado o Dia Mundial da Batata Frita?

A combinação de pão, carne e queijo – e suas variações –, assim como as fatias de batata, tem uma data própria. Uma excelente “desculpa” para devorar um burger, acompanhado por fritas, sem culpa, não é mesmo?

Que tal aproveitar a data para um roteiro bem saboroso, com dicas de onde comer burgers realmente suculentos, fritas crocantes e contando um pouco da curiosa história do surgimento desse, que é um dos itens mais consumidos mundialmente?

O hambúrguer “descobriu” a América na segunda metade do século XIX. Chegou ao continente pelas mãos dos imigrantes alemães embarcados no porto de Hamburgo, razão pela qual seu primeiro nome no Novo Mundo foi hamburg steak. Os primeiros a apreciá-lo nos Estados Unidos foram os marinheiros, que aproveitavam a carne entre dois pedaços de pão para mastigar algo enquanto trabalhavam. Suas origens, porém, podem ser encontradas no passado remoto. Durante os séculos XII e XIII, a Europa conheceu as invasões dos chamados mongóis. Entre os povos que se agrupavam sob essa denominação estavam os tártaros, tribos nômades guerreiras que habitavam as estepes russas. Os tártaros introduziram na Europa a técnica de moer a carne dura e de má qualidade para torná-la mais digerível. Diz a lenda que os cavaleiros tártaros costumavam levar a carne crua embaixo da sela quando galopavam em suas incursões guerreiras. Na hora de comer, o bife tártaro já tinha se tornado uma pasta. O que se sabe com certeza é que os tártaros foram os que apresentaram o hambúrguer aos hamburgueses e esses ficaram com a fama de terem criado a guloseima.

O hambúrguer deve a sua popularidade às características da sociedade que o acolheu. A partir do início do século, as massas de trabalhadores americanos necessitavam de algum tipo de alimento rápido, prático, barato e adequado ao ritmo da explosão industrial do país. Com o tempo, os ingredientes, especialmente as carnes utilizadas na confecção do disco de carne, temperos e complementos foram aprimorados até chegar às delícias que vemos hoje nas mais diversas hamburguerias e restaurantes em todo o mundo.

No BUSGER, hamburgueria que tem suas cozinhas a bordo de ônibus antigos, super charmosos, e que combina o melhor da comida de rua com o conforto das lanchonetes tradicionais, o hambúrguer é a verdadeira estrela! O disco de carne é preparado com cortes de Angus Black, temperados apenas com sal grosso e preparados em churrasqueira de pedra vulcânica. Super suculentos, os hambúrgueres podem ser saboreados em 11 versões, combinados com maioneses da casa, tiras de bacon e até lâminas de amêndoas.

Algumas das receitas exclusivas do BUSGER são de dar água na boca. Entre os mais pedidos está o Triplo Bacon(R$ 41,90), feito com pão de brioche, que abraça três burgers Angus Black de 160g cada, seis fatias de queijo cheddar devidamente derretidas, tomates, cebola roxa, alface, maionese especial exclusiva Busger, e claro, muito bacon! Outra boa pedida é o Miracle (R$ 27,00), servido no pão de hambúrguer recheado com 160 gramas de carne Angus Gold, queijo prato duplo gratinado, cebola caramelizada, tomate, agrião e maionese de rúcula, o burger fica ainda mais irresistível com a adição de lâminas de amêndoas. Elas conferem uma pitada de crocância e mais sabor à receita. É, sem dúvida, para comer rezando! Uma outra opção é o Busger (R$ 26,00), que tem 160g de carne Angus, cheddar duplo gratinado no maçarico, cebola caramelizada, tomate, agrião e maionese de pimenta da casa como recheio de um macio pão australiano.

Miracle
Pão de hambúrguer recheado com 160 gramas de carne Angus Gold, queijo prato duplo gratinado, cebola caramelizada, tomate, agrião, maionese de rúcula e lâminas de amêndoas

Dois dias depois, em 30/05, é celebrado o Dia Mundial da Batata Frita. No BUSGER, a pedida certa, seja como petisco ou para acompanhar um burger, é a batata canoa, frita na hora, chamada Fritas Crunch. Ela é crocante por fora e macia por dentro e é servida em duas versões: uma menor (R$ 18,00) e uma maior (R$ 26,00). A primeira é servida com um leve toque de alecrim. A segunda ganha uma generosa camada de parmesão gratinado. Ambas são servidas com maioneses artesanais, feitas na casa.

Que tal trabalharmos em um roteiro em homenagem ao Dia do Hambúrguer e ao Dia da Batata Frita tendo o BUSGER como uma das opções indicadas aos seus leitores? Além de dar mais detalhes sobre a marca e seus 11 endereços, temos imagens em alta de todos os burgers e acompanhamentos, bem como de opções vegetarianas, como os burgers de shimeji e falafel.